Ações da Prefeitura para combate da COVID-19 continuarão embasadas em critérios científicos

Até o final da semana, serão promovidas diversas reuniões com representantes da sociedade civil organizada e autoridades sanitárias

Alexandre de Azevedo

Ribeirão Preto registrou até a tarde desta quarta-feira, 15 de abril, 189 casos confirmados de COVID-19 e cinco óbitos pela doença, o que representa uma letalidade de 2,7%, índice razoavelmente mais baixo que as taxas notadas no mundo (6,5%), no Brasil (6,1%) e no estado de São Paulo (7,4%).

Os dados demonstram, segundo o prefeito Duarte Nogueira, o acerto nas medidas preventivas e ações estratégicas adotadas na cidade até o momento, todas embasadas em critérios científicos, orientadas por especialistas da área sanitária.

“Sabemos que na situação em que nos encontramos hoje em Ribeirão Preto, não há pressão no nosso posto de referência de atendimento de COVID-19, que fica na UPA da avenida Treze de Maio. As nossas estruturas hospitalares, leitos de UTI, estão com relativa segurança em função das medidas preventivas e ações estratégicas que foram programadas e realizadas para a eventualidade do surgimento de casos inesperados, que felizmente não têm surgido como em outras cidades e capitais”.

Para seguir atuando com segurança e mantendo total responsabilidade com a vida da população, os critérios científicos continuarão embasando as ações e decisões da Prefeitura.

“Teremos várias reuniões durante essa semana com diferentes segmentos da sociedade civil organizada, empresários, trabalhadores, representantes do comércio e Ministério Público, de tal maneira que estaremos alinhados com todas as orientações que o Comitê Técnico de Contingência, liderado pelo secretário da Saúde e que reúne 15 entidades, para fazer nossas ações dentro de total sintonia com a ciência, mantendo altíssima responsabilidade”, disse o chefe do Executivo.

De acordo com Nogueira, a estrutura da prefeitura segue atendendo quem mais precisa de auxílio devido à pandemia do novo coronavírus, como as famílias dos alunos da rede municipal de ensino que são cadastradas no Bolsa Família. Até a próxima sexta-feira, o município completa a entrega de 5.731 cestas de alimentos a essas famílias, que beneficiarão 7.855 alunos. Além disso, a Secretaria da Educação recebeu 637 kits de produtos hortifrúti, com tomate, alface e repolho doados pela agricultura familiar da cidade para atender todas as creches municipais.

Outra medida importante é a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra Influenza, que será iniciada nesta quinta-feira, 16 de abril, para o atendimento de grupos prioritários formados por pessoas com doenças crônicas, caminhoneiros, motoristas e cobradores do transporte coletivo. Será mantida nesse período a vacinação para os idosos, profissionais da saúde e da segurança pública.

Além disso, as equipes da Fiscalização Geral e da Guarda Civil Metropolitana também manterão atendimento e orientações a estabelecimentos que descumprem as medidas do decreto de calamidade pública. Entre ontem e hoje, foram realizados 54 atendimentos de denúncias pela Fiscalização Geral, com 36 abordagens a estabelecimentos, e 33 atendimentos pela GCM, com orientações. Desde o dia 23 de março, foram recebidas mais de duas mil denúncias.

Já a campanha Ribeirão Solidária arrecadou, até o momento, 10.384 cestas, mais de 300 quilos de alimentos em geral, R$ 71,311,64 em recursos financeiros e o cadastro de 87 voluntários. Das cestas arrecadadas, 2.634 já foram entregues.