Prefeitura vai iniciar construção da nova EMEF Domingos Angerami e duas outras escolas

Secretaria da Educação tem 10 unidades em obras e três concluídas; no total, serão geradas 4.399 vagas na rede municipal de ensino

Fernando Gonzaga/PMRP

A Prefeitura de Ribeirão Preto, por meio da Secretaria Municipal da Educação, vai construir mais três escolas para ampliar o atendimento na rede municipal de ensino. Nesta quinta-feira (30), o prefeito Duarte Nogueira e o secretário da Educação, Felipe Elias Miguel, assinaram as ordens de serviço para iniciar as obras da nova EMEF Domingos Angerami e das escolas de Ensino Infantil nos bairros Jardim Marchesi e Jardim Interlagos. Já são dez escolas em obras e três concluídas, o que representa a geração de 4.399 vagas na rede municipal.

Sob o investimento de R$ 6.126.132,65, a empresa W. Andrade Construtora e Engenharia irá construir a EMEF Domingos Angerami em 12 meses. Contratada via processo licitatório, foi garantida uma economia de 21,26% aos cofres públicos frente ao orçamento inicial previsto em R$ 7.780.478,93.

 

“Em julho de 2019, apresentamos o terreno onde será construído o novo prédio, no Jd. Pedra Branca, zona Leste da cidade. Com a conclusão da obra, serão beneficiados os moradores do entorno do bairro e as famílias dos alunos que precisaram ser remanejados a uma unidade do Sesi, nos Campos Elíseos, após a desativação da antiga estrutura escolar. A nova estrutura terá capacidade para receber 800 estudantes do Ensino Fundamental, o dobro da anterior”, disse o chefe do Executivo.

No Jardim Marchesi, serão 298 novas vagas, sendo 118 para crianças de zero a três anos de idade e 180 de quatro e cinco anos. A BR Leão Construtora foi licitada por R$ 2.921.225,00 e o prazo de execução é de dez meses. A escola de Ensino Infantil do Jardim Interlagos contará com a mesma estrutura. Sob o investimento de R$ 2.845.115,00, a Griffo Engenharia e Construções terá dez meses para executar a obra.

Dez escolas em obras
Com a assinatura das ordens de serviço nesta quinta-feira, a Secretaria Municipal da Educação passa a ter dez escolas em obras simultaneamente. As demais construções estão sendo realizadas nos bairros Quintino II, Jardim Paraíso, Vila Tibério (antigo Sesi), Wilson Toni, Parque dos Pinus, Vila Tibério (antigo Sesi) e Ipiranga (antigo Sesi).

“Considerando a escola do Cristo Redentor, que foi entregue no início deste ano, a conclusão das obras no Heitor Rigon e no Paulo Gomes Romeu, além destas que estão em obras, vamos criar 4.399 vagas na rede municipal de ensino. A meta, no entanto, é gerar 6,4 mil com a construção de 18 unidades escolares, sendo 1,2 mil para crescimento vegetativo do Ensino Fundamental e as outras 5,2 mil para alunos de até 5 anos de idade”, disse o secretário da Educação, Felipe Elias Miguel.

A Escola de Ensino Infantil Dr. Fábio Musa, no Cristo Redentor, é a maior da Região Metropolitana de Ribeirão Preto, com capacidade para atender até 1.036 crianças. A unidade foi entregue em fevereiro deste ano após a Fundação Educandário Cel. Quito Junqueira assumir sua gestão.

De acordo com Miguel, está em processo de elaboração de edital a construção da EMEF Raul Machado II e de uma nova escola no Jardim Aeroporto, com 800 e 298 vagas, respectivamente.

Investimento em reformas
Durante a assinatura, o prefeito e o secretário também anunciaram o novo investimento de R$ 14.998.105,38 em obras de manutenção nas 108 escolas da rede municipal de ensino. Em 2019, a Pasta investiu cerca de R$ 11 milhões nas reformas das 108 escolas municipais. R$ 2,9 milhões foram voltados à manutenção elétrica e hidráulica e R$ 7 milhões para obras de manutenção geral.