40tena Cultural traz discussões sobre escrita feminina, RPG e encontro de contadores de histórias

Atividades acontecem a partir desta quarta-feira, remotamente, nas redes sociais da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto

Daniela Penha

Durante toda a pandemia e isolamento social causados pelo novo coronavírus, a Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto promove atividades culturais e interativas em suas redes sociais através do projeto 40tena Cultural. A programação desta semana começa nesta quarta-feira (20) com bate-papo sobre a escrita feminina, debate sobre o uso do RPG na educação e literatura na sexta-feira (22) e o encontro mensal do Núcleo de Contadores de Histórias, com Míriam Fontana, no sábado (23). O 40tena Cultural tem o objetivo de proporcionar uma agenda cultural de qualidade e incentivar as pessoas a permanecerem em casa e evitarem aglomerações.

Melina Vitalino

Nesta quarta-feira (20), às 17h, no Instagram da Fundação (@fundacaolivrorp), acontece a live sobre escrita feminina. Melina Vitalino, uma das mediadoras do projeto Leia Mulheres (@leiamulheresrp), e a jornalista e autora dos livros e do blog História do Dia (@historiadodia_), Daniela Penha, se encontram para uma discussão sobre literatura e escrita feminina. “É essencial falar sobre a mulher na escrita, pois é um lugar que nos custa muito e que temos que batalhar para alcançar. Por muito tempo não podíamos assinar nossos textos”, explica a jornalista e escritora, Daniela Penha.

Na sexta-feira (22), o professor de pedagogia, Vitor Gabriel, que também é game designer profissional e produtor de conteúdos de RPG; e o professor da Rede SESI em Ribeirão Preto, narrador, streamer da RP² e professor de história, Daniel Tech, debatem sobre o “RPG na Educação e Literatura”. A live começa às 17h, também no Instagram da Fundação (@fundacaolivrorp).

Daniel Tech
Vitor Gabriel

Já no sábado (23), acontece mais um encontro do Núcleo de Contadores de Histórias, atividade permanente da Fundação do Livro e Leitura, coordenado pela atriz e contadora, Míriam Fontana. O encontro, que é tradicionalmente realizado um sábado ao mês na sede da Fundação, em período de quarentena, acontece de forma remotaEste será o terceiro encontro do Núcleo que começa às 10h da manhã através da plataforma Zoom (com link disponível no site ou Instagram da Fundação). “Cada encontro está sendo diferente. “O primeiro encontro foi uma expectativa para a superação da distância física; no segundo, fizemos uma reflexão sobre a transitoriedade vivida e, agora, neste terceiro, vamos ser fortes e visualizar um futuro”, destaca Míriam Fontana.

Miriam Fontana (Foto: Fernando Cervi)