Ex pastor mais próximo de Edir Macedo da Igreja Universal, vira concorrente número 1

Ex-bispo da Universal cria sua própria igreja e busca os fiéis de Edir Macedo

Reprodução/Facebook

Maior igreja neopentecostal do Brasil, a Universal do Reino de Deus ganhou um concorrente que já foi apontado por Edir Macedo, o líder máximo da instituição, como o seu sucessor oficial.

O ex-bispo da igreja Romualdo Panceiro anunciou, em um vídeo nas redes sociais, a criação de sua própria denominação, a Igreja das Nações do Reino de Deus, de olho no público de seu antigo aliado.

O nome, quase idêntico, não é por acaso. Até deixar a igreja, há dois anos, Panceiro era o segundo na hierarquia da Universal. Apesar de não ser tão conhecido fora do mundo evangélico, é visto internamente como um líder com poder e prestígio suficientes para arrebanhar uma leva significativa de bispos, pastores e fiéis, além de ex-seguidores.

Ele é avaliado no momento num patamar acima de outros dissidentes da igreja, como, por exemplo, Valdemiro Santiago, da Mundial do Poder de Deus.

Cunhado de Edir Macedo e fundador da Universal, o missionário RR Soares, hoje à frente da Igreja Internacional da Graça, era o líder da igreja até o momento que saiu, em 1980, mas a instituição era pequena. Ainda dava os seus primeiros passos. A igreja de RR já tem 40 anos, e a de Valdemiro, 22 anos.

As maiores igrejas evangélicas brasileiras são a Assembleia de Deus (12,3 milhões de fiéis), a Igreja Batista (3,7 milhões) e a Congregação Cristã do Brasil (2,2 milhões). A Universal (1,87 milhão) é a quarta, e a maior entre as chamadas neopentecostais.

Essas igrejas surgiram na chamada “terceira onda” do pentecostalismo, no final dos anos 1970. Enfatizam a cura e o milagre e se identificam com a Teologia da Prosperidade, doutrina que considera a riqueza material uma benção de Deus.

A saída de Panceiro da Universal foi atribuída oficialmente a supostas “condutas inadequadas” do religioso. Mas o que pesou mais foi a desistência de Edir Macedo de alçá-lo ao posto de líder máximo da igreja no futuro.

Macedo passou a dar espaço e visibilidade ao bispo e genro Renato Cardoso, casado com a filha Cristiane, consolidado então como o herdeiro. O que estava em jogo era o império de Macedo – além da igreja, uma TV, banco e empresas – nas mãos da família ou de um terceiro. A ascensão de Cardoso desagradou profundamente Panceiro.

‘O maior milagre da Igreja Universal’

Na biografia O Bispo, escrita em parceria com o jornalista Douglas Tavolaro (ex-vice-presidente de jornalismo da TV Record e hoje CEO e sócio da CNN Brasil) e lançada em 2007 (Editora Larousse), Macedo apontou Panceiro como “o maior milagre da Igreja Universal”. E foi taxativo: “Se eu morrer hoje, o Romualdo assume tudo. E tenho certeza de que os demais bispos irão respeitá-lo como me respeitam hoje. A Igreja Universal não é um trabalho pessoal, mas uma obra espiritual”, garantiu.

Ex-responsável pela Universal no Brasil e em Portugal, Panceiro tem um histórico parecido com o de outros líderes da igreja. Ex-cortador de cana, foi viciado em drogas.

“Eu passava os finais de semana me drogando. Meu pai era louco. Eu não tinha o que comer. Não havia futuro para mim”, contou o então aliado de Macedo, na obra O Bispo.

De mero frequentador da igreja, tornou-se evangelista, depois obreiro e pastor. Dirigiu uma igreja em Copacabana, no Rio. Chegou a bispo e acumulou poder na hierarquia.

Mas a relação entre ele e Macedo estremeceu. Houve um bate-boca entre os dois, em 2009, segundo ex-membros da igreja, na Califórnia, nos Estados Unidos. A igreja negou.

Após um acordo, foi decidida a permanência do então número dois no exterior. O rompimento definitivo ocorreu em 2018, quando Panceiro abandonou suas funções em Portugal, sem dar explicações sobre a saída.

Desde esse momento, havia expectativas sobre o futuro de Panceiro. Macedo temia que ele viesse a abrir a sua própria denominação, diziam ex-líderes da Universal. A nova igreja, enfim, será inaugurada em junho.

Panceiro deixa claro que o objetivo é atrair os fiéis de sua antiga casa. Além do nome parecido, o símbolo de sua igreja, segundo informações divulgadas nas redes sociais, será uma cruz com uma pomba branca, semelhante ao da Universal.

A sede da igreja – ainda em obras no momento -, será na avenida Celso Garcia, número 174, no bairro do Brás, na região central de São Paulo, nas proximidades do monumental Templo de Salomão erguido por Edir Macedo.