Com 90% da drenagem concluída, corredor Dom Pedro começará etapa de concretagem das paradas de ônibus

Pavimento foi iniciado pela faixa de ônibus e está 30% executado; corredor da avenida Saudade está em etapa final de drenagem; investimento é de R$ 39,7 mi

Alexandre de Azevedo/PMRP
Quem passa pelas avenidas Dom Pedro I e Luiz Galvão César, na zona Norte de Ribeirão Preto, já consegue notar o avanço na implantação do corredor de ônibus Dom Pedro I. Com 90% da drenagem concluída, a etapa de pavimentação está em 30%, começando com a execução da faixa de ônibus, além de 45% da execução de guias e sarjetas e 50% da abertura da caixa asfáltica. Com a finalização da drenagem e primeira etapa de pavimento, a expectativa é iniciar, na próxima semana, a implantação das paradas de ônibus de concreto.

O corredor da avenida Saudade conta com 90% da instalação de redes de água e esgoto, limpeza, restauração e construção de novas bocas de lobo por sua extensão. No total, serão 201 novas bocas de lobo ao longo dos corredores, com restauração de 32 unidades e implantação de 42 poços de visita. As galerias de águas pluviais também passam por ampliação do diâmetro com o objetivo de melhorar o escoamento da água e, assim, diminuir os pontos de alagamento em dias de chuva.

As obras contemplam, ainda, a implantação de ciclovias nas avenidas Luiz Galvão Cezar, Octávio Golfeto e Francisco Maggioni, totalizando 2,92 quilômetros de extensão.

“Parte do Programa Ribeirão Mobilidade, os corredores irão beneficiar, diretamente, cerca de 2,5 milhões de usuários do transporte coletivo urbano. Segundo a Transerp, empresa que gerencia o trânsito na cidade, estes serão os maiores corredores de ônibus do município, tendo o da avenida D. Pedro I 5,53 quilômetros de extensão e, o da Saudade, 5,28 quilômetros”, afirmou o prefeito Duarte Nogueira.

Para reforçar a capacidade de suporte do pavimento, em função do tráfego intenso e do peso dos veículos, os corredores de ônibus passam por abertura da caixa asfáltica em 45 centímetros, melhoria e preparo do subleito, através de compactação mecânica, implantação da base com material granular com adição de cimento, aplicação de seis centímetros de concreto betuminoso usinado à quente, faixa B (Binder), para depois aplicar a capa de asfalto, que varia de quatro a cinco centímetros.

Com a conclusão da drenagem e primeira etapa de pavimentação, a próxima fase será a implantação das paradas de ônibus, onde o asfalto será concretado em 35 metros de extensão para evitar o desgaste por frenagem e aceleração. As demais faixas receberão fresagem e recapeamento ao longo de todas as vias que formam o corredor, além da reestruturação das guias e sarjetas.

Estrutura
O corredor de ônibus da avenida Dom Pedro I será implantado da Av. Fábio Barreto até a praça Amin Calil, Av. Mal Costa e Silva, Av. Capitão Salomão, Av. Dom Pedro I, Av. Luiz Galvão Cezar até a Rotatória Alceu Paiva Arantes.

Já o da avenida Saudade será da Av. Mogiana com a Av. Brasil (Praça Antônio Lopes Balau), Av. Brasil, Av. Saudade até a Avenida Francisco Junqueira, pegando um trecho da rua Fernão Sales entre a avenida Saudade e a rua São Paulo, além da rua São Paulo entre a rua Fernão Sales e a avenida Francisco Junqueira.

“Os corredores contarão com semaforização inteligente, que abre com a proximidade do ônibus para garantir fluidez e menor tempo de percurso, além de sinalização com botoeiras para pedestres e onda verde. Nos quarteirões em que houver ponto de ônibus, haverá revitalização de todo o passeio para garantir acessibilidade aos pedestres, principalmente àqueles com mobilidade reduzida. Todas as esquinas da avenida contarão com rampas de acesso para cadeirantes, com piso tátil direcional e de alerta, indicando os pontos de espera e de travessia para deficientes visuais”, explicou o chefe do Executivo.

Ribeirão Mobilidade
Os corredores Dom Pedro I e Saudade fazem parte dos 11 corredores de ônibus que serão implantados em Ribeirão Preto, totalizando 56 quilômetros, e das mais de 30 obras viárias previstas no Programa Ribeirão Mobilidade. Já foram iniciados os corredores das avenidas do Café, Dom Pedro I e Saudade. Está em processo licitatório a construção dos trechos 2 e 3 do Corredor Norte-Sul. O trecho 2 abrange as avenidas Mogiana, Paschoal Innechi e Meira Junior, e, o trecho 3, a avenida Independência.