Educação investe R$ 10,5 milhões em manutenção das escolas municipais

Com prazo de 12 meses, contrato assegura boas condições das unidades; Secretaria já investiu R$ 22,3 milhões em reformas e adequação

Alexandre de Azevedo

O prefeito Duarte Nogueira e o secretário da Educação, Felipe Elias Miguel, assinaram nesta segunda-feira (13) um contrato de R$ 10,5 milhões para execução de serviços de manutenção e adequação nas 108 escolas da rede municipal de ensino. Desde 2017, a Secretaria da Educação investiu R$ 22.375.386,9 em melhorias nas unidades – quantia referente a valores liquidados e pagos.

“Este contrato é a continuação de uma série de investimentos na qualidade das nossas escolas e fundamental para garantirmos seu bom funcionamento, bem como a segurança dos alunos e profissionais da rede municipal. É prazeroso olhar para os anos anteriores e ver o quanto progredimos na área da Educação”, afirmou o chefe do Executivo.

As reformas incluem serviços de fundação, alvenaria, pisos, azulejos, consertos de telhado, adequações para pessoas com deficiência, substituição de quadros elétricos, consertos de fiação exposta e vazamentos hidráulicos.

O contrato com a Atlântica Construções Comércio e Serviços terá duração de um ano. Via processo licitatório, a empresa foi contratada por R$ 10,5 milhões, com uma economia de 29,99% aos cofres públicos frente ao valor estimado inicialmente, de R$ 14.998.105,38.

De acordo com Felipe Miguel, só em 2019 foram assinados três contratos de manutenção elétrica e hidráulica, que resultaram em 79 escolas com pelo menos uma intervenção – investimento de R$ 2.953.080,45. Além disso, foi assinado um contrato de manutenção geral no valor de R$ 3.138.141,93, com 89 escolas atendidas até o momento.

“Em 2017, apenas três escolas possuíam o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), número que já passou para 53. Temos duas escolas aguardando AVCB com intervenções concluídas; 21 projetos aprovados e aguardando assinatura do contrato de hoje para iniciar os reparos e assim conseguir o AVCB; cinco projetos em elaboração, e oito escolas aguardam levantamento de informações para elaboração do projeto. Este investimento garante manutenção das escolas para os próximos 12 meses, assegurando unidades em excelentes condições para o início de 2021, para que todos os alunos tenham a mesma condição de ensino”, disse o secretário.

Mais segurança
Neste ano, a Prefeitura iniciou a instalação de câmeras de vigilância em todas as escolas da rede municipal de ensino. No total, serão instaladas duas mil câmeras e mais de 500 alarmes em 127 prédios da Educação. Entre eles, estão as 108 unidades escolares, as 13 novas que estão em execução, as unidades administrativas da Pasta e a Guarda Civil Metropolitana, onde funcionará uma central de monitoramento.

Mais escolas
A Secretaria da Educação investe R$ 29.250.637,77 na construção de 13 novas escolas para atender a demanda da rede municipal de ensino. Destas, 10 estão em obras e três foram concluídas, com outras duas em processo licitatório. Somado às 338 vagas que serão criadas com a expansão de unidades existentes, serão geradas 6.281 vagas na rede municipal. Destas, 4.681 correspondem a crianças de zero a cinco anos de idade, e 1,2 mil a alunos das duas etapas do Ensino Fundamental.