Prefeitura lança programa “Guardiões da Cidade”

Serão instaladas 40 câmeras, das quais 24 para substituir as existentes e 16 novas, que irão substituir o programa Olhos de Águia

Alexandre de Azevedo/PMRP

A prefeitura de Ribeirão Preto segue o trabalho de oferecer mais segurança para a população. Por isso, lançou na manhã desta quarta-feira, dia 22 de julho, o programa “Guardiões da Cidade”, que já iniciou a instalação de 40 câmeras de vídeo-monitoramento com reconhecimento e registro de placas de veículos em vias urbanas. O investimento será de R$ 1.535.000,00 e as câmeras substituirão o programa Olhos de Águia, fazendo parte do Detecta.

O ato de implantação do programa “Guardiões da Cidade” contou com a participação do prefeito Duarte Nogueira, do comandante do CPI-3, coronel Carlos Alberto Machado, do coordenador da Defesa Civil e ex-comandante do CPI-3, Renato Catita, vereadores e autoridades locais.

Duarte Nogueira destacou que a segurança pública é prioridade para Ribeirão Preto. “Com o Baep, são 250 homens e mulheres preparados e altamente capacitados com equipamentos para combater qualquer tipo de criminalidade. O Copom, que eu visitei no mês passado, está dentro do cronograma e [quando entregue no próximo ano] irá centralizar toda nossa estrutura de inteligência, formação, comando e controle para que possamos ter para os 93 municípios do CPI-3 toda a infraestrutura de rápida informação para a tomada de decisão”, afirmou.

Inicialmente, serão instaladas 40 câmeras, sendo 24 para substituição das câmeras em pontos já existentes, que estão defasadas tecnologicamente, e 16 equipamentos em novos pontos estratégicos, como a confluência das avenidas Francisco Junqueira e Jerônimo Gonçalves, das ruas Rui Barbosa e Tibiriçá, São José e Américo Brasiliense, cruzamentos da avenida Nove de Julho, entre outros locais. Essas câmeras serão integradas ao programa Olhos de Águia.

“Vamos continuar oferecendo mais segurança para a comunidade de Ribeirão Preto, agregando o maior valor que nós temos, nossos homens e mulheres que trabalham no sistema 190, para que Ribeirão Preto continue confiando na Polícia e, sempre juntos, unidos em prol das pessoas de bem”, afirmou o comandante do CPI-3.

Após esta primeira fase, outras 55 câmeras serão instaladas em pontos estratégicos da cidade, como nas avenidas Presidente Kennedy, Castelo Branco, Maurílio Biagi, Presidente Vargas, Dom Pedro I, Treze de Maio, Antônio e Helena Zehenner e nas ruas Padre Euclides, Pernambuco, Silveira Martins, dos Aliados, Capitão Salomão, entre outros pontos.

Na terceira etapa, serão instaladas 20 câmeras em pontos distantes da região central, com prioridade para a zona Norte, como nos cruzamentos da avenida Maximilliam Maggioni com a rua Sebastião Minutti, rua Dr. Demétrio Chaguri com Dr. Jarbas Martins Viana, avenida Otávio Golfeto com a rua Expedicionário Antônio Dovichi, ruas Emigdio Rosseto e José Abud Bitta, avenida do Café com a rua Ten. Catão Roxo, rua Niterói e outros lugares.

“A próxima etapa é a parceria com os shoppings de Ribeirão Preto, supermercados, o distrito empresarial, o Mercadão, empresas de valores, para que ajudem a ampliar o conjunto de câmeras à disposição da nossa cidade”, explicou Nogueira sobre a sequência do programa “Guardiões da Cidade”.

Detecta
Todos os novos equipamentos estarão integrados ao Sistema Detecta de monitoramento inteligente desenvolvido pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. Uma solução de software composta por infraestrutura de servidores que realizam funções inteligentes de correlacionamento de diversos tipos de eventos de interesse de segurança pública com as informações das bases de dados integradas à solução: veículos, pessoas (civil e criminal, pessoas desaparecidas), atendimento 190, Detran etc.

As câmeras geram dados dos eventos para encaminhamento ao Detecta, que possui o maior conjunto de informações armazenadas da América Latina e integrará bancos de dados da Polícia Militar, como os registros de ocorrências, Fotocrim (banco de dados de criminosos com arquivo fotográfico), cadastro de pessoas procuradas e desaparecidas, dados do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), registro de veículos furtados, roubados e clonados.

O Sistema é capaz de detectar e alertar os órgãos de segurança em questão de segundos sobre veículos suspeitos de roubo ou furto e até mesmo aqueles envolvidos em outras ocorrências de interesse de segurança, facilitando a atuação no intuito de proteger o cidadão ribeirão-pretano.

O programa permitirá que outras câmeras particulares (como de associações de bairros, por exemplo), desde que atendidos os requisitos técnicos mínimos, integrem o sistema, aumentando ainda mais a área de cobertura.

Seu objetivo é auxiliar o trabalho policial em atividades operacionais e investigativas ao acessar diversos bancos de dados de diferentes instituições, correlacionando informações e imagens de locais, pessoas e veículos e promover ações policiais coordenadas.