Santa Lydia realiza treinamento de Intubação Orotraqueal

Objetivo do curso é capacitar os profissionais da saúde que estão trabalhando diretamente no enfrentamento da pandemia do coronavírus

Fernando Gonzaga/PMRP
4

Na noite desta sexta-feira, dia 31 de julho, a Fundação Santa Lydia iniciou mais um modulo de treinamento prático de Intubação Orotraqueal, nas técnicas de intubação traqueal e suas variações, de maneira prática e teórica, que capacitou cerca de 40 profissionais da área de saúde que compõem a equipe multidisciplinar.

O Treinamento, realizado pelo Dr. Bruno Souza Carvalho Colu – médico intensivista da Fundação Santa Lydia e do Hospital Unimed –, teve como objetivo discutir indicações, contra indicações e possibilitar a pratica do manejo de vias aéreas por meio de técnicas como a IOT. O mesmo treinamento está previsto para ser oferecido a outros colaboradores na próxima sexta-feira, dia 7 de agosto.

 

“Além dos leitos que estão sendo criados, que é a estrutura física, estamos capacitando os profissionais em toda fase de execução do tratamento ao paciente, para melhorar a segurança do profissional, quanto a segurança do paciente na assistência recebida”, explicou o superintendente da Fundação, Marcelo Carboneri.

Este foi o segundo treinamento prático de Intubação Orotraqueal oferecidos aos colaboradores da Fundação Santa Lydia e teve duração de cerca de 1h30. Com três atividades desenvolvidas (medicação para intubação, materiais de ventilação e simulação realística), os 40 profissionais foram divididos em três grupos, se revezando nas atividades para evitar aglomeração.

Silmara Miamoto, coordenadora de enfermagem da Fundação, destaca que o treinamento oferecido aos colaboradores do hospital é importante para proporcionar aos pacientes, o atendimento mais adequado. “É preciso preparar os funcionários. No momento da intubação do paciente com covid-19, que não utiliza a maneira convencional, temos que ter a equipe preparada para dar segurança aos nossos colaboradores e ao paciente, pois vamos receber bastante pessoas nesta situação”, disse.

Com 19 leitos de UTI e 40 de enfermaria, a Fundação Santa Lydia conta com cerca de 120 funcionários na linha de frente ao combate da pandemia do coronavírus – Covid-19, entre eles 33 enfermeiros, 10 fisioterapeutas, um fonoaudiólogo e um terapeuta ocupacional.