Viaduto da Maria de Jesus Condeixa recebe vigas de 56 toneladas

Estruturas sustentarão trecho sobre a avenida Dr. Francisco Junqueira; obra fará ligação com a avenida Antônio Diederichsen

Alexandre de Azevedo/PMRP

Teve início nesta sexta-feira (31) a instalação de 12 vigas pré-moldadas, de 32 metros e 56 toneladas cada, para a construção do viaduto da avenida Maria de Jesus Condeixa. As estruturas sustentarão o trecho que passará sobre a avenida Francisco Junqueira, interligando a Condeixa com a Antônio Diederichsen, na zona Sul da cidade.

No mês de maio, foram implantadas 12 vigas pré-moldadas de 16,5 metros de extensão e 22 toneladas, sendo seis na avenida Antônio Diederichsen e as outras seis na Maria de Jesus Condeixa. As peças oferecem sustentação para receber a construção de laje de concreto que receberá a pista de rolamento na sequência.

“Esse é o viaduto que nomeamos Profissionais da Saúde de Ribeirão Preto, em homenagem àqueles que trabalham na linha de frente para proteger a nossa população da pandemia do novo coronavírus. O guindaste que está fazendo o lançamento das vigas comporta até 450 toneladas, é uma etapa do projeto que precisa ser executada com muito zelo”, afirmou o prefeito Duarte Nogueira.

A obra, contemplada no Programa Ribeirão Mobilidade, fará uma ligação entre as zonas Oeste e Sul com a Leste. O serviço irá beneficiar os moradores dos bairros Castelo Branco, Iguatemi, Santa Cruz do José Jacques, Vila Seixas, Jardim Macedo, Jardim América e Centro. As obras tiveram início no final de agosto de 2019.

“Ao todo, serão 98 metros lineares de obras de arte e cerca de 200 metros de estruturado, três mil metros cúbicos de concreto utilizados, meia tonelada de aço a serem colocados nas torres e 24 vigas pré-moldadas protendidas”, disse o secretário Pedro Luiz Pegoraro.

Com 75% do projeto executado, também foi concluído o processo de alteamento da rede elétrica. A rede de alta tensão passará de 14 metros de altura para 20 metros para garantir a segurança dos motoristas que passarem pelo viaduto. Por questões de segurança, a distância mínima do veículo que passa sobre a ponte e a catenária de energia elétrica tem que ser, no mínimo, de oito metros.

Viaduto Brasil X Mogiana
Dando sequência ao plano de mobilidade urbana, está em construção o viaduto na avenida Brasil sobre a Mogiana, na zona Norte. A obra já foi 70% executada e avança na etapa de terraplanagem, de definição do viário da rotatória, concretagem de parte do tabuleiro. Além disso, o viaduto ferroviário está em etapa de implantação da fundação, bem como das galerias de águas pluviais.

Com dez metros de altura em seu ponto mais alto e 165 metros de extensão, a intervenção irá beneficiar 693.782 usuários do transporte público que passam pelos bairros Ribeirão Verde, Jd. Aeroporto, Avelino Palma, Adelino Simioni, Heitor Rigon, Distrito Empresarial, Quintino Facci I e II, Tanquinho, Vila Elisa e Vila Brasil. O prazo de execução é de 14 meses.

A Prefeitura iniciou o projeto em novembro de 2019, após a empresa Conterloso ser licitada por R$ 19.870.000,00. O valor representou uma economia de 20% aos cofres públicos, visto a estimativa inicial de R$ 24.848.629,88. No total, cerca de 40 operários trabalham diariamente no local.