ATP divulga mudanças no calendário e confirma Finals para novembro

Entidade mantém esperanças de ter público no evento que encerrra o ano

© Reuters/Carlos Perez Gallardo/Direitos reservados

A Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) confirmou a realização do Finals, torneio com os oito melhores tenistas de simples e as oito principais duplas da temporada, entre os dias 15 e 22 de novembro deste ano, em Londres (Inglaterra). A competição é uma das novidades do calendário divulgado pela entidade nesta sexta-feira (14), com os eventos que marcam a volta do circuito mundial em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

O  Finals – torneio tradicional que marca o encerramento da temporada – chega à 50ª edição este ano, e ocorrerá pela última vez na capital londrina. A partir de 2021 a competição migrará para Turim (Itália), onde permanecerá até 2025. Até o momento, há três classificados na chave de simples: o sérvio Novak Djokovic, o espanhol Rafael Nadal e o austríaco Dominic Thiem, que ocupam as três primeiras posições no ranking mundial. Na competição de duplas, os ingleses Rajeev Ram e Joe Salisbury, campeões do Aberto da Austrália, estão garantidos.

Segundo a ATP, a princípio, o Finals será disputado com portões fechados. Torcedores com ingressos adquiridos por antecedência serão ressarcidos, segundo a entidade. Em nota, porém, a ATP afirma que mantém esperanças de que o torneio possa receber público, seguindo regras de distanciamento social e normas de prevenção estabelecidas pelo governo britânico.

Além de anunciar a inclusão do Finals no cronograma, a ATP promoveu mudanças no calendário divulgado em junho. Foram alteradas datas dos torneios que antecedem o Aberto de Roland Garros, em Paris (França), um dos quatro principais campeonatos do circuito  mundial, os chamados Grand Slams. Como o Masters 1000 de Madri (Espanha) foi cancelado, a entidade adiantou a realização o Masters 1000 de Roma (Itália) em uma semana: a abertura será em 14 de setembro. No lugar do evento na capital espanhola, foi incluído o ATP 500 de Hamburgo (Alemanha).

A ATP também anunciou seis torneios após o Grand Slam de Roland Garros. As disputas serão em quadras rápidas de São Petersburgo (Rússia), Antuérpia (Bélgica), Moscou (Rússia), Viena (Áustria), Paris e Sofia (Bulgária). As competições nas cidades russa, austríaca (ambas ATP 500) e francesa (Masters 1000) são as que devem receber os os principais tenistas do ranking, por distribuírem mais pontos.

O circuito mundial masculino recomeça no próximo dia 22 de agosto, com o Masters 1000 de Cincinnati (Estados Unidos). Devido à pandemia de covid-19, o torneio será realizado em Nova York, mas manterá o nome oficial. Na sequência, a partir de 31 de agosto, será disputado o US Open, também em Nova York.