IPCCIC realiza live sobre identidade cultural e saúde pública

O projeto “Jornada Cidade Humana Hoje - Seis passos para a cidade humana” realiza nesta quarta-feira (23/09), às 19h, a live com o tema “Identidade cultural e saúde pública”.

GETTY IMAGES
7

A ação é realizada pelo Instituto Paulista de Cidades Criativas e Identidades Culturais (IPCCIC) e será transmitida (ao vivo) pelo Instagram da Instituição (@IPCCIC). O convidado deste primeiro bate-papo é o secretário da saúde de Afogados da Ingazeira – PE, Artur Amorim, com mediação da presidente do IPCCIC, Lilian Rosa.

Segundo a presidente, em 2019, o IPCCIC realizou uma pesquisa sobre práticas exitosas na área de políticas públicas municipais e foram levantados cerca de 400 municípios brasileiros. Afogados da Ingazeira, no sertão de Pajeú foi um dos que se destacou no estudo que originou o livro – Seis passos para a cidade humana. “Este município desenvolve várias práticas no campo da gestão das políticas públicas, valorizando as identidades culturais. Mas destacamos o caso da Secretaria de Saúde da cidade, por conta de um projeto interessante sobre a farmácia fitoterápica”, comenta Lilian.

A farmácia surgiu através do conhecimento das pessoas locais com uso de determinadas plantas medicinais da região. “A partir desse ponto, foi desenvolvida uma cartilha de ervas do sertão e depois disso, a farmácia foi instalada na cidade. Os remédios fitoterápicos são distribuídos gratuitamente para a população”, explica Lilian Rosa.

Esta será a primeira live de uma série de assuntos sobre questões de políticas públicas. Na próxima quarta-feira (30), acontecerá o segundo debate online com o tema “O Amor como atitude pedagógica” com Dra Marina Lemos Silveira Freitas, coordenadora do Grupo SINN – Programa de Prevenção do Suicídio Juvenil, sob a mediação de Marlene Trivellato, psicóloga, coordenadora do curso de Pedagogia do Centro Universitário Barão de Mauá e pesquisadora do IPCCIC.

Sobre Artur Amorim


Artur Belarmino de Amorim é natural de Santa Rita-PB, tem 28 anos, é enfermeiro formado, especialista em saúde coletiva, sanitarista e especialista em regulação no SUS, pelo Instituto de Pesquisa e Ensino do Hospital Sírio Libanês/USP. Ele é militante na área de planejamento de saúde desde 2011, luta pelo bom uso dos recursos públicos na saúde e fez parte da equipe que prestava assessoria para o Ministério da Saúde no município de Goiana-PE.