40tena Cultural apresenta contação de história infantil neste sábado

5

A atriz e contadora de histórias Lorena Ramos será a atração deste sábado (3/10) na programação da 40tena Cultural, ação promovida pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, desde março, para oferecer atividades culturais ao público de todas as idades. A apresentação do projeto “Lo conta uma história” será das 16h às 17h, no perfil da instituição no Instagram (@fundacaolivrorp).

Criado em março, no início da pandemia de COVID-19 e do isolamento social, o projeto direciona suas histórias para a literatura negra infantil. “Abordo essa ideia com as crianças por meio da representatividade, colocando a negritude enquanto potência”, explica Lorena. Na atividade de sábado, ela apresentará o texto de “Obax”, que retrata uma menina que vive na savana africana e tem o costume de inventar histórias. “Ela trata da imaginação, da cultura de contar histórias no continente africano e das aventuras que essa menina encontra”, revela a contadora.

Para Lorena, as lives, como as oferecidas pela 40tena Cultural, são importantes nesse período de isolamento por abordarem temáticas diferentes e por aproximarem as pessoas em torno de bens culturais. “É necessário ter essa movimentação on-line, para que a cultura e a arte permaneçam vivas e as pessoas continuem tendo esse contato, mesmo nesse momento que estamos vivendo”, comenta.

Sobre Lorena Ramos

Lorena Ramos tem 23 anos, é contadora de histórias e atriz de teatro na Cia. Quadro Negro, de Ribeirão Preto. Cursa Pedagogia e iniciou o projeto “Lo conta uma história” como uma maneira de reinventar a forma de direcionar atividades para os alunos da escola em que trabalha, durante a pandemia, por meio da gravação de vídeos contando uma história, atividade que já adotava em sala de aula e em outros projetos.

Sobre a Fundação

A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos. Trata-se de uma evolução da antiga Fundação Feira do Livro, criada em 2004, especialmente para realizar a Feira Nacional do Livro da cidade. Hoje, é considerada a segunda maior feira a céu aberto do país. Em 2020, a Feira tornou-se internacional e entraria na 20ª edição. Por isso, recebeu recentemente nova identidade, apresentando-se como FIL (Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto), mas foi remarcada para agosto de 2021 devido à pandemia do novo Coronavírus.

Com uma trajetória sólida e projeção nacional e agora internacional, ao longo de seus 20 anos, a entidade ganhou experiência e, atualmente, além da Feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura, com calendário de atividades durante todo o ano. A Fundação se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do ProAc.