Sarau é tema do web programa “Conexões Literárias”

4

O web programa “Conexões Literárias”, recém lançado pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, apresentará sua terceira edição na próxima sexta-feira (26/2), às 16h, direto dos canais da instituição: plataforma digital da Fundação (www.fundacaodolivroeleiturarp.com/), Youtube, Instagram e Facebook. O programa traz como pauta os Saraus e a democratização da palavra falada.

São entrevistados desta edição personalidades ligadas ao tema central, como a ativista cultural, escritora, poeta e jornalista Elizandra Souza; representantes da Coletiva Sarau DisseMinas, frente cultural de Ribeirão Preto formada por mulheres; e Renan Inquérito, rapper e criador da Parada Poética.

Segundo a apresentadora Ana Luz, o Conexões Literárias fará um panorama geral do Sarau, desde quando a atividade chegou ao Brasil até o que representa atualmente para o contexto literário e cultural. O programa também abordará qual a função social e econômica que esses encontros proporcionam, no que tange à democratização do acesso à literatura.

A produtora cultural explica que, durante o programa, um dos destaques na conversa com os entrevistados é a força dos saraus para a divulgação de produções autorais. “Além do Sarau ser um espaço que enlaça diversos ramos artísticos – como pinturas, audiovisual, teatro, dança – são nesses encontros que os escritores independentes encontram um canal para divulgar e comercializar suas obras.”

Promovido mensalmente, o web programa tem o intuito de levar entretenimento e informação sobre o universo da literatura, de forma gratuita e 100% digital.

Serviço
O que: Exibição da terceira edição do web programa “Conexões Literárias” – Tema: Sarau: a democratização da palavra falada
Quando: 26 de fevereiro de 2021, sexta-feira, às 16h
Onde: Canais da Fundação:
Plataforma www.fundacaodolivroeleiturarp.com
Instagram (@fundacaolivrorp)
Facebook (facebook.com/FundacaodoLivroeLeituraRP)
Youtube (FeiraDoLivroRibeirao)

Sobre a Fundação
A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos. Trata-se de uma evolução da antiga Fundação Feira do Livro, criada em 2004, especialmente para realizar a Feira Nacional do Livro da cidade. Hoje, é considerada a segunda maior feira a céu aberto do país. Em 2020, a Feira tornou-se internacional e entraria na 20ª edição. Por isso, recebeu recentemente nova identidade, apresentando-se como FIL (Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto), mas sua realização foi remarcada para agosto de 2021, devido à pandemia do novo Coronavírus.

Com uma trajetória sólida e projeção nacional e agora internacional, ao longo de seus 20 anos, a entidade ganhou experiência e, atualmente, além da Feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura, com calendário de atividades durante todo o ano. A Fundação se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do ProAc.