Assistência Social inaugura Central de Atendimento e Cadastramento Emergencial

O local vai funcionar como um call center para a centralização das solicitações de cestas básicas emergenciais

Fernando Gonzaga/PMRP
4

A partir de 1º de março, quem precisar solicitar cesta básica emergencial em Ribeirão Preto deverá entrar em contato com a Central de Atendimento e Cadastro Emergencial – Cacem, inaugurada pela Secretaria Municipal de Assistência Social.

O Cacem foi criado para uniformizar, centralizar e otimizar o atendimento aos munícipes. Antes, as solicitações estavam descentralizadas nos sete CRASs (Centros de Referência de Assistência Social) e também nos núcleos de convivência. Agora, estarão centralizadas e com a supervisão direta das ligações recebidas e avaliação constante do atendimento prestado.

Os atendimentos serão feitos em PABX com 30 linhas, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, com a supervisão de uma assistente social e seis atendentes por turno, pelo telefone 3605-0030.

Critérios

Vale ressaltar que para a solicitação de cesta básica emergencial, a família deve obedecer alguns critérios pré-estabelecidos, como:

– Ser morador do município de Ribeirão Preto;

– Não ter recebido cesta básica nos últimos dois meses consecutivos;

– Grupo familiar com no mínimo três integrantes, sendo necessário que pelo menos um deles seja criança ou adolescente, pessoa idosa ou acamada;

– Família monoparental que tenha necessariamente uma criança ou adolescente;

– Desempregado, informal ou empregado com renda familiar igual ou inferior a R$ 275,00 por pessoa.

É importante que os critérios sejam amplamente conhecidos e divulgados para esclarecer a população que solicita o auxílio.

No primeiro dia de atendimentos, o Cacem registrou 130 ligações, das quais 98 foram cadastradas para recebimento de cesta básica emergencial e 32 não atendiam os critérios.

“Nossa intenção é facilitar os acessos e reduzir o tempo de espera dessas famílias que aguardam as cestas básicas emergenciais nesse momento tão delicado que ainda estamos vivenciando. A Secretaria de Assistência Social está trabalhando incansavelmente em várias frentes de apoio à população em ações que não se limitam a distribuição das cestas emergenciais”, comenta Renata Corrêa, secretária de Assistência Social.