Fundo Social de Solidariedade recebe mais de 9 mil medicamentos e insumos hospitalares

Doação foi realizada por intermédio do Procon; medicamentos serão disponibilizados pela Farmácia da Gente

Fernando Gonzaga/PMRP
5

O Fundo Social de Solidariedade recebeu na tarde desta quarta-feira, dia 3 de fevereiro, a doação de 9.525 caixas de medicamentos e insumos hospitalares por intermédio do Procon. Os itens, do tipo amostra grátis, foram doados pela Ong “Cidadão com Habilitação Educação Saúde Esporte Lazer Campanha de Remédios” e estarão disponíveis pelo programa Farmácia da Gente.

A doação foi realizada no salão nobre do Palácio Rio Branco, com a presença do prefeito Duarte Nogueira, do secretário da Casa Civil, Ricardo Aguiar e da chefe da Divisão de Gerenciamento do Procon, Ana Paula Gentile.

“Ribeirão recebe, para o Fundo Social de Solidariedade, um conjunto muito significativo de medicamentos, alguns deles de alto custo, por meio de uma ação do Procon. Esses medicamentos muitas vezes não são encontrados por não fazerem parte do SUS, portanto, agradeço à Ong que fez essa doação. Que esse gesto possa se repetir muitas vezes”, disse o chefe do Executivo.

Ana Paula Gentile falou sobre a função do Procon em agregar parcerias para atendimento das necessidades da população de Ribeirão Preto.

“O Procon é um órgão que está ligado aos serviços municipais e às mais variadas necessidades da população. Como nós temos a possibilidade de parcerias com instituições e Ongs, vamos sempre buscar essas cooperações para trazer o melhor para nossa cidade. E o Fundo Social de Solidariedade é o lugar onde entendemos que será feita a distribuição adequada aos que precisam”, disse.

Os medicamentos e insumos recebidos em doação passarão por uma triagem e, posteriormente, será disponibilizados aos interessados.

Para receber o medicamento gratuitamente é necessário a apresentação da receita médica, comprovante de residência e os documentos pessoais (Carteira de Identidade e número do cadastro na rede pública municipal -Hygia).

“Nesses momentos muito difíceis para nossa população, principalmente para as pessoas mais necessitadas, essa situação de incerteza, nós precisamos de ações que impactem positivamente, trazendo mais benefícios, aconchego. Dessa forma, o Procon cumpre essa função de solidariedade, como uma rede dentro do próprio governo municipal, de uma secretaria trabalhando com outra, para que o Fundo Social possa distribuir esses medicamentos”, disse Mariana Jábali.