Arrastão da dengue recolhe 4,5 toneladas de material inservível

Ações foram concentradas nos bairros Valentina Figueiredo, Geraldo Correa de Carvalho, Marincek e Jardim Jandaia

Divulgação/PMRP
5

O Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal da Saúde realizou no último sábado, dia 12 de março, mais um arrastão de limpeza para eliminar focos do mosquito Aedes aegypti, causador da dengue e de outras doenças como zika e chikungunya.

Os bairros que receberam as ações foram Valentina Figueiredo, Geraldo Correa de Carvalho, Marincek e Jardim Jandaia, onde foram encontrados 103 focos do mosquito e recolhidos 4,5 toneladas de material inservível que acumula água, além de 133 pneus.

“Estamos fazendo arrastões frequentes em todas as regiões da cidade. Com o período das chuvas, qualquer material que acumule água é um criadouro. Por isso é fundamental estarmos em alerta constante para diminuir a propagação da dengue”, informou a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Luzia Marcia Romanholi Passos.

Na ação, foram visitados 3.944 imóveis incluindo casas e terrenos. Foram utilizados quatro caminhões, 18 viaturas oficiais e 120 funcionários entre agentes de combate a endemias, motoristas, supervisores e ajudantes.

 

“Continuamos pedindo para que a população remova todo material inservível que acumule água de locais abertos, como latas, pneus, garrafas e outros utensílios. A dengue pode ser evitada com a colaboração de todos”, orientou Luzia Marcia.

 

Na semana passada, a Vigilância Ambiental também realizou visita casa a casa na procura de focos, ocasião em que foram encontrados 305 focos.