Não categorizado

O futuro dos pagamentos: os meios tecnológicos deixaram de ser tendência e tornaram-se ferramentas estratégicas para todo tipo de empresa, principalmente durante a pandemia

Júlio Cézar Carrara, Superintendente Produtos Cash Management do Banco Santander e Renata Melo, especialista e responsável pela área Cash/PIX do interior de SP do Banco Santander, apresentaram os principais avanços do PIX e o futuro dos meios de pagamentos nos próximos anos, durante encontro virtual promovido pelo LIDE LIVE interior SP, que aconteceu no dia 08 de abril.

O superintendente trouxe em sua explanação, o quanto o PIX – novo método de pagamento instantâneo – trouxe rapidamente uma mudança de realidade não só para grandes empresas, mas também para pequenos negócios, empreendedores individuais, em um momento onde o e-commerce cresceu muito devido ao isolamento social.

Segundo Julio Carrara, no futuro, estes meios de pagamentos que utilizam a tecnologia de forma segura e rápida, se tornarão o padrão de transferências e pagamentos. “A pessoa ou empresa que não se interoperar com a tecnologia acabará ficando de fora, pois a curto prazo é possível que algumas formas de pagamentos atuais, como os cartões de crédito e débito e as operações de TED e DOC, desapareçam ou se tornem menos populares”, prevê o executivo.

Com expectativa de que esse movimento tecnológico seja contínuo, outra realidade citada pelos representantes do banco foi que ainda este ano a ferramenta receberá outras funcionalidades que facilitarão muito mais as transições financeiras, entre elas o PIX Garantido, para o pagamento de contas parceladas e o PIX Débito Automático, para pagamentos frequentes.

“O PIX veio para acelerar essa integração sistêmica no mercado financeiro brasileiro e trazer mais exigência para toda instituição de pagamento melhorar seu sistema”, comenta Renata Melo, especialista e responsável pela área Cash/PIX do interior de SP do banco Santander.

Ainda de acordo com ela, os meios de pagamentos do futuro vão exigir pelo menos sete evoluções, entre elas: velocidade, disponibilidade, segurança, conveniência, multiplicidade, informações agregadas e interoperáveis. “Dificilmente algum produto de pagamento vai casar bem se não seguir no mínimo essas direções”, reforça.

Atualmente, o PIX conta com 73 milhões de clientes cadastrados, sendo 68 milhões pessoas físicas e 4 milhões jurídicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo