Estágio Jornalismo – Trabalhe em casa online

O Grupo Jornal Agora Ribeirão de Comunicação está com inscrições abertas para seu Programa de Estágio 2020, procura pessoas que tenham um objetivo de carreira, que sejam preparadas e motivadas para assumir riscos, desafios e atitudes inovadoras fazendo seu estágio direto de casa em nosso site ONLINE, em meia pandemia do COVID19, para que você trabalhe com total segurança e sem preocupação.

Pessoas que “vistam a camisa”, que saibam ouvir, respeitam as relações internas e que se posicionam com uma capacidade empreendedora além da vontade de “crescer”. O Jornal Agora Ribeirão foi fundado em 2011 por Fábio Benedicto e luta para ser um dos principais portal de notícias do país.

Desde sua fundação, o Jornal Agora Ribeirão sempre investiu naquilo em que acreditava. Na sua essência, estão 8 princípios: paixão por comunicação, brasilidade, atitude otimista, estética, talento e liderança, crescer juntos, qualidade e inovação e respeito à diversidade. Investimos no futuro, apostando no desenvolvimento de pessoas que continuem fazendo essa história de sucesso.

Através do Programa Estagiar, estudantes de nível superior e técnico têm a oportunidade de aprofundar conhecimentos e atuar em suas áreas de formação.Se você é estudante universitário ou técnico, tem vontade de aprender e se desenvolver e está preparado para fazer a diferença em uma empresa sempre em movimento, venha fazer parte deste time!

Trabalhamos com estágio não renumerado, saiba porque?

Em meia pandemia e crescimento do portal de notícias do Jornal Agora Ribeirão, estamos sem retorno publicitário, o mesmo que faz nossa empresa sem movido para pagarmos empregados e não empregados, infelizmente não temos este retorno para pagarmos um salário digno aos alunos que procuram vagas de estágio.

Estágio não remunerado: o que diz a lei e como funciona

Tudo que você precisa saber sobre o estágio não remunerado

Existe o estágio remunerado e o estágio não remunerado, sendo que essa última modalidade é a que gera mais polêmica e dúvidas, tanto para os estudantes quanto para as empresas contratantes. Antes de assinar um contrato de estágio, é importante estudar bem a proposta feita pela empresa e conhecer a legislação referente aos dois tipos de estágio citados.

Apenas o diploma não é suficiente para conseguir aquele emprego que você tanto espera após se formar. Ter uma experiência de trabalho relevante tornou-se uma parte essencial para se destacar no mercado de trabalho.

O estágio é uma boa alternativa para estudantes explorarem a realidade da profissão que escolheram e adquirir experiência prática em seu currículo. Além disso, o estágio pode aumentar as chances de ser contratado pela empresa.

Preparamos este artigo para explicar sobre a legislação de estágios, como funciona um estágio não remunerado e quais as vantagens e desvantagens dessa forma de trabalho. Confira!

O que diz a lei sobre o estágio não remunerado

A Lei 11.788 de 2008 dispõe sobre o estágio de estudantes e estabelece alguns conceitos, orientações de trabalho e outros detalhes.

De acordo com o lei, o estágio não é um emprego e sim, uma prática educativa supervisionada com o objetivo de preparar o estudante para o mercado de trabalho.

Existem dois tipos de estágios: obrigatório e não obrigatório. O estágio não obrigatório é uma atividade complementar opcional e que deve ser remunerada.

Já o estágio obrigatório faz parte da grade curricular de alguns cursos e é fundamental para a obtenção do diploma. Nesse tipo de estágio a remuneração é opcional.

Alguns tópicos devem ser seguidos nos dois tipos de estágios, como por exemplo:

  • Direito a um recesso de 30 dias para contratos com duração de um ano ou por um prazo proporcional para contratos com menor duração. Preferencialmente, esse recesso deve coincidir com o período das férias escolares;
  • Redução de pelo menos metade da carga horária do estágio em períodos de avaliação na instituição de ensino;
  • Os estagiários podem receber ajuda de custo referente à alimentação e transporte;
  • A empresa que concede o estágio ou a instituição de ensino precisam contratar um seguro contra acidentes pessoais para o estagiário.

A lei também deixa claro que o estágio não caracteriza vínculo empregatício, ou seja, o estagiário não tem direito a benefícios trabalhistas, previdenciários ou sociais.

Quando é permitido o estágio não remunerado

Como já citamos acima, o estágio não remunerado é permitido apenas para estudantes de cursos em que o estágio é obrigatório.

Além disso, é necessário cumprir os seguintes requisitos para a realização do estágio:

  • Estar matriculado com frequência regular nos cursos com obrigatoriedade de estágio;
  • Atividades desenvolvidas no estágio devem ser compatíveis com a área de conhecimento do estudante;
  • Firmar um Termo de Compromisso de Estágio;
  • Indicação de um professor orientador e um supervisor para acompanhar o estágio.

Contrato de estágio

Para a realização do estágio não remunerado o estudante, a instituição de ensino e a empresa devem firmar um Termo de Compromisso de Estágio.

Esse documento serve para oficializar a relação entre as partes e assegurar que as atividades do estágio tenham a ver com a proposta pedagógica do curso.

Os principais tópicos que precisam constar no contrato de estágio são:

  • Plano de atividades;
  • Jornada e horário de realização das atividades;
  • Duração do Termo de Compromisso;
  • Concessão de benefícios opcionais, como auxílio-transporte e alimentação;
  • Número da apólice e seguradora;

Como funciona a carga horária no estágio

De acordo com a Lei do Estágio, a jornada de trabalho dos estudantes pode ser dividida da seguinte maneira:

  • 4 horas diárias, totalizando 20 horas semanais;
  • 6 horas diárias, totalizando 30 horas semanais;
  • 8 horas diárias, totalizando 40 horas semanais.

Durante o período de provas na instituição de ensino, o estagiário tem direito à cumprir apenas metade da carga horária para garantir o bom desempenho nos estudos.

Os estágios obrigatórios funcionam como uma disciplina do curso, já que possuem uma carga horária prevista na grade curricular. Geralmente, é exigido cerca de 360 horas de estágio obrigatório.

Logo, se um estudante realizar uma jornada de 30 horas semanais, a duração do estágio será em torno de 3 meses. É claro que esses números são fictícios e podem variar de acordo com a grade curricular do seu curso e quantas horas semanais você se dedica ao estágio.

O que considerar antes de fazer um estágio não remunerado

Em sites, páginas e murais de empregos, os estágios não remunerados são anunciados como uma excelente maneira de ganhar experiência em determinada área.

Mas o que esses estágios proporcionam de bom para os estudantes? Será que é realmente vantajoso estagiar para conseguir experiência? Ou isso é apenas uma maneira das empresas adquirirem mão-de-obra gratuita?

Para responder esses questionamentos, elaboramos uma relação com as principais vantagens e desvantagens do estágio não remunerado. Analise cada uma delas com calma para decidir se essa é a melhor opção para você.

Responsável pelo Processo Seletivo: departamento de seleção do Agora Ribeirão.

Cursos aceitos pelo Programa: Administração, Publicidade e Propaganda, Rádio e TV e Jornalismo.

Inscrições para o Processo Seletivo

Os interessados deverão enviar seu currículo para estagio@agoraribeirao.com.br com seu curso de graduação no assunto. A empresa retornará um formulário de inscrição com nome da faculdade, semestre cursado, horário de aula e ano previsto de formatura.

Prazo: Não informado

Desejamos sucesso em sua jornada!